quarta-feira, 26 de julho de 2017

SANTO DO DIA - São Joaquim e Sant'Ana, pais de Nossa Senhora

São Joaquim e Sant'Ana

São Joaquim e Sant’Ana foram abençoados por Jesus com o nascimento da Virgem Maria

Com alegria celebramos hoje a memória dos pais de Nossa Senhora: São Joaquim e Sant’Ana. Em hebraico, Ana exprime “graça” e Joaquim equivale a “Javé prepara ou fortalece”.

Alguns escritos apócrifos narram a respeito da vida destes que foram os primeiros educadores da Virgem Santíssima. Também os Santos Padres e a Tradição testemunham que São Joaquim e Sant’Ana correspondem aos pais de Nossa Senhora. Sant’Ana teria nascido em Belém. São Joaquim na Galileia. Ambos eram estéreis. Mas, apesar de enfrentarem esta dificuldade, viviam uma vida de fé e de temor a Deus.

O Senhor então os abençoou com o nascimento da Virgem Maria e, também segundo uma antiga tradição, São Joaquim e Sant’Ana já eram de idade avançada quando receberam esta graça. A menina Maria foi levada mais tarde pelos pais Joaquim e Ana para o Templo, onde foi educada, ficando aí até ao tempo do noivado com São José.

A data do nascimento e morte de ambos não possuímos, mas sabemos que vivem no coração da Igreja e nesta são cultuados desde o século VI.

São Joaquim e Sant’Ana, rogai por nós!

16ª Semana do Tempo Comum - Quarta-feira 26/07/2017

Evangelho (Mt 13,16-17)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 16“Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e vossos ouvidos ouvem. 17Em verdade vos digo, muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não viram, desejaram ouvir o que ouvis, e não ouviram”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 25 de julho de 2017

Igreja se prepara para Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos

Fiéis de todo o país são convidados a se unirem em oração pelos cristãos perseguidos por sua fé

Da redação, com ACN
No próximo dia 6 de agosto, domingo da Solenidade da Transfiguração do Senhor, a Igreja Católica motiva os fiéis a se unirem ao Dia Internacional de Oração pelos Cristãos Perseguidos.

Serão muitas as iniciativas das comunidades pelo Brasil. Em São Paulo, o Cardeal Arcebispo Odilo Pedro Scherer celebrará a Santa Missa às 9h na Catedral da Sé, com a presença de religiosos da Igreja Oriental. No Rio de Janeiro, haverá Missa na intenção dos cristãos perseguidos às 12h na Paróquia São José da Lagoa e às 16h, o Cardeal Arcebispo Orani João Tempesta realizará uma celebração no Cristo Redentor.

O presidente da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) no Brasil, Frei Hans Stapel, com o apoio da CNBB, escreveu uma carta aos párocos do país pedindo comunhão à causa. Os fiéis podem se unir à intenção de várias formas, às paróquias, é sugerida colocar a intenção na Oração dos Fiéis; aos grupos, pastorais e famílias a sugestão é rezar o Terço, um momento de Adoração ou mesmo a oração pessoal, nas intenções de toda pessoa que sofre por viver sua fé.

De acordo com estatísticas do Center for Study of Global Christianity, em 2016, 1 cristão foi morto a cada seis minutos, simplesmente por professar a sua fé. O Oriente Médio e o norte da África continuam como a região onde a perseguição é mais cruel.

Para aprofundar essa realidade, a ACN publica a cada dois anos o Relátório sobre a Liberdade Religiosa no mundo. A 13ª edição do documento, com dados de junho de 2014 a junho de 2016, mostra a situação e a vivência do direito à expressão da fé particular em 196 países, inclusive o Brasil.

Em março deste ano, no vídeo com suas intenções de oração mensal, o Papa Francisco lembrou a realidade dos que são perseguidos por sua fé, e questionou: “quantos de vocês rezam pelos cristãos que são perseguidos?”

O Pontífice motivou os fiéis: “Animem-se a fazer isso comigo, para que experimentem o apoio de todas as Igrejas e comunidades, por meio da oração e da ajuda material”

FONTE: CANÇÃO NOVA

Jovens fazem missão junto às vítimas do incêndio em Portugal

Projeto de voluntariado começa hoje e vai decorrer ao longo de duas semanas

Da redação, com Agência Ecclesia
Divulgação do projeto Aqui e Agora

A Companhia de Jesus (Jesuítas) promove a partir desta segunda-feira, 24, a primeira semana do projeto ‘Missão Aqui e Agora’, onde 50 jovens vão apoiar a população em Castanheira de Pêra, um dos locais atingidos pelo enorme incêndio ocorrido no mês de junho em Portugal, e ajudar os ‘Médicos do Mundo’.

O responsável da missão, Pedro Mendonça, afirma que é no contato com a população que a juventude católica “pode dar um grande contributo” por ter uma “sensibilidade para as pessoas, para estar com as pessoas”.  “Como dizia um ex-jesuíta, para curar as pessoas pela presença, pelo contato humano”; recorda.

Os cerca de 50 jovens, com idades entre os 20 e os 30 anos, vão colaborar diretamente com os ‘Médicos no Mundo’, organização responsável pelas operações humanitárias em Castanheira de Pêra.
A primeira semana do projeto acontece até 30 de julho e a segunda semana de voluntariado entre 31 de julho a 6 de agosto, contando com 25 jovens por semana que vão ficar instalados numa antiga escola primária.

A organização considerou que fazia mais sentido serem duas semanas no terreno, para dar uma “ajuda mais sólida, mais substancial”, tanto à população local quanto aos Médicos do Mundo.
A ‘Missão Aqui e Agora’ vai desenvolver-se num espírito comunitário e alicerçada num plano espiritual e de oração, onde, realça Pedro Mendonça, vão “buscar alegria, esperança e força” à fonte, a Deus.

“E levar essa força, essa alegria, essa esperança a quem mais precisa neste momento que são todas aquelas pessoas afetadas pelos incêndios, que perderam as casas, perderam os familiares”, desenvolveu sobre o trabalho a realizar em Castanheira de Pêra.

Todos os anos Portugal é afetado por incêndios na época do verão e segundo o entrevistado, a mediatização e número de vítimas do fogo que deflagrou em Pedrógão Grande e afetou vários conselhos “não” passou “ao lado.

“Se nos outros fazia sentido, este ano faz ainda mais, não vamos deixar escapar, vamos em vez de ficarmos no sofá, vamos dar um bocadinho das nossas férias”, observa.

No verão há muitas missões, há muitos campos de férias e o nome do projeto ‘Aqui e Agora’ impele para o imediato “nesta zona tão fustigada e quando os voluntários começam a ser menos.”

“Há cada vez menos voluntários mas a ajuda ainda é muito precisa e ainda faz muito sentido”, observa o jovem entrevistado.

A Missão ‘Aqui e Agora’ surgiu do desejo de Pedro Mendonça em voluntariar-se para Pedrógão Grande, altura em que percebeu que “seria interessante dinamizar um projeto e chamar outros jovens a colaborar”.

“Esta dinamização de 50 jovens de uma semana para a outra, assim tão em cima da hora, só pode ser de gente muita boa e de jovens de Deus e de jovens católicos”, acrescenta.

FONTE: CANÇÃO NOVA

16ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira 25/07/2017

Evangelho (Mt 20,20-28)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

20Naquele tempo, a mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: “O que tu queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”.
22Jesus, então, respondeu-lhes: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. 23Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.
24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. 25Jesus, porém, chamou-os e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandesas oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

16ª Semana do Tempo Comum - Segunda-feira 24/07/2017

Evangelho (Mt 12,38-42)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38alguns mestres da Lei e fariseus disseram a Jesus: “Mestre, queremos ver um sinal realizado por ti”. 39Jesus respondeu-lhes: “Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas.
40Com efeito, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim também o Filho do Homem estará três dias e três noites no seio da terra. 41No dia do juízo, os habitantes de Nínive se levantarão contra essa geração e a condenarão, porque se converteram diante da pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas.
42No dia do juízo, a rainha do Sul se levantará contra essa geração, e a condenará, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

domingo, 23 de julho de 2017

16º Domingo Comum - 23/07/2017

Anúncio do Evangelho (Mt 13,24-43)

— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 24Jesus contou outra parábola à multidão: “O Reino dos Céus é como um homem que semeou boa semente no seu campo. 25Enquanto todos dormiam, veio seu inimigo, semeou joio no meio do trigo, e foi embora. 26Quando o trigo cresceu e as espigas começaram a se formar, apareceu também o joio. 27Os empregados foram procurar o dono e lhe disseram: ‘Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde veio então o joio?’
28O dono respondeu: ‘Foi algum inimigo que fez isso’. Os empregados lhe perguntaram: ‘Queres que vamos arrancar o joio?’
29O dono respondeu: ‘Não! Pode acontecer que, arrancando o joio, arranqueis também o trigo. 30Deixai crescer um e outro até a colheita! E, no tempo da colheita, direi aos que cortam o trigo: arrancai primeiro o joio e amarrai-o em feixes para ser queimado! Recolhei, porém, o trigo no meu celeiro!’”
31Jesus contou-lhes outra parábola: “O Reino dos Céus é como uma semente de mostarda que um homem pega e semeia no seu campo. 32Embora ela seja a menor de todas as sementes, quando cresce, fica maior do que as outras plantas. E torna-se uma árvore, de modo que os pássaros vêm e fazem ninhos em seus ramos”.
33Jesus contou-lhes ainda uma outra parábola: “O Reino dos Céus é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado”.
34Tudo isso Jesus falava em parábolas às multidões. Nada lhes falava sem usar parábolas, 35para se cumprir o que foi dito pelo profeta: “Abrirei a boca para falar em parábolas; vou proclamar coisas escondidas desde a criação do mundo”.
36Então Jesus deixou as multidões e foi para casa. Seus discípulos aproximaram-se dele e disseram: “Explica-nos a parábola do joio!”
37Jesus respondeu: “Aquele que semeia a boa semente é o Filho do Homem. 38O campo é o mundo. A boa semente são os que pertencem ao Reino. O joio são os que pertencem ao Maligno. 39O inimigo que semeou o joio é o diabo. A colheita é o fim dos tempos. Os ceifeiros são os anjos. 40Como o joio é recolhido e queimado ao fogo, assim também acontecerá no fim dos tempos: 41o Filho do Homem enviará seus anjos, e eles retirarão do seu Reino todos os que fazem outros pecar e os que praticam o mal; 42e depois os lançarão na fornalha de fogo. Aí haverá choro e ranger de dentes.
43Então os justos brilharão como o sol no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sábado, 22 de julho de 2017

"A juventude é o presente e o futuro de nossa Igreja", afirma Dom Vilson

Responsável da juventude na igreja do Brasil fala que é preciso despertar ímpeto missionário no coração dos jovens

Da redação, com CNBB
Dom Vilson Basso é o atual presidente da Comissão para a Juventude da CNBB / Foto: CNBB

Às vésperas do início da Semana Missionária Nacional, o atual presidente da Comissão para a Juventude da CNBB, Dom Vilson Basso, destacou que “a juventude é o presente e o futuro de nossa igreja”.

A Semana Missionária Nacional acontece entre os dias 22 e 28 de julho, nas dioceses banhadas pelo Rio Paraíba do Sul, e terminará, juntamente com o Projeto Rota 300, no dia 29 de julho, no Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida (SP).

Dom Vilson explica que a Semana Missionária é o coroamento do Projeto Rota 300 que começou em dezembro de 2013 e que se uniu também as celebrações dos 300 anos da ‘Mãe Aparecida’, com enfoque juvenil.

“A ‘Mãe Aparecida’ está andando pelo Brasil em muitos lugares levada de fato pela juventude e essa Semana Missionária Nacional nas dioceses banhadas pelo Rio Paraíba do Sul, onde a ‘Mãe Aparecida’ foi encontrada tem esse sentido de coroar esses três anos de evangelização da juventude no Brasil, dando esse toque ‘mariano’ à mãe que nos acompanha a seguir seu filho, e anunciá-lo a tantas pessoas, especialmente à juventude”.

Para o responsável da juventude na igreja do Brasil, a Semana Missionária quer confirmar a caminhada missionária que vem de Jesus e o incentivo do Papa Francisco de uma Igreja em permanente estado de missão.

“Nós sabemos que a juventude é o presente e o futuro de nossa igreja e o Papa pede que ela seja em saída para anunciar e para ‘misericordiar’, para acolher, para ir ao encontro dos pobres, dos pequenos, dos desprotegidos de nossa sociedade. Nós queremos despertar no coração da juventude esse ímpeto missionário de ir, mas ir ao encontro, ir especialmente ao encontro dos pequenos, dos pobres, dos jovens e marginalizados”.

FONTE: CANÇÃO NOVA

SANTO DO DIA - Santa Maria Madalena, primeira testemunha da Ressurreição de Jesus

Santa Maria MadalenaA partir do encontro com o Ressuscitado, Maria Madalena, discípula fiel, viveu uma vida de testemunho e de luta pela santidade

Natural de Mágdala, na Galileia, Maria Madalena foi contemporânea de Jesus Cristo, tendo vivido no Século I. O testemunho de Maria Madalena é encontrado nos quatro Evangelhos:
“Os doze estavam com ele, e também mulheres que tinham sido curadas de espíritos maus e de doenças. Maria, dita de Mágdala, da qual haviam saído sete demônios…” (Lc 8,1-2).

Após ter sido curada por Jesus, Maria Madalena coloca-se a serviço do Reino de Deus, fazendo um caminho de discipulado, de seguimento a Nosso Senhor no amor e no serviço. E este amor maduro de Maria Madalena levou-a até ao momento mais difícil da vida e da missão de Nosso Senhor, permanecendo ao lado d’Ele: “Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe e a irmã de sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena” (Jo 19,25).

Maria Madalena foi a primeira testemunha da Ressurreição de Jesus: “Então, Jesus falou: ‘Maria!’ Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: ‘Rabûni!’ (que quer dizer: Mestre)” (Jo 20,16).
A partir deste encontro com o Ressuscitado, Maria Madalena, discípula fiel, viveu uma vida de testemunho e de luta pela santidade.

Existe também uma tradição de que Maria Madalena, juntamente com a Virgem Maria e o Apóstolo João, foi evangelizar em Éfeso, onde depois veio a falecer nesta cidade.

O culto à Santa Maria Madalena no Ocidente propagou-se a partir do Século XII.

Santa Maria Madalena, rogai por nós!

15ª Semana do Tempo Comum - Sábado 22/07/2017

Evangelho (Jo 20,1-2.11-18)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

1No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. 2Então saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”.
11Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés.
13Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: “Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.
16Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). 17Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto de meu Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

COL divulga local dos Atos Centrais da JMJ 2019, no Panamá

Cinta Costera, no Panamá, local dos Atos Centrais da JMJ 2019 / Foto: Arquivo



Dom Ulloa precisou que, se Deus escolheu o Panamá para a JMJ 2019, Ele os capacitará para a realização do evento

André Cunha
Da redação

Cinta Costera: este será o local dos Atos Centrais da Jornada Mundial da Juventude 2019, que acontecerá entre os dias 22 e 27 de janeiro de 2019, no Panamá. O local foi divulgado nesta quinta-feira, 20, pelo Arcebispo do Panamá, Dom José Domingo Ulloa, durante uma coletiva de imprensa. Os atos centrais da JMJ são os eventos que contam com a presença do Santo Padre.
Segundo o arcebispo, a escolha considerou os requerimentos do Papa Francisco e do Serviço de Segurança do Vaticano. Além disso, as principais conferências episcopais consideraram que, visualmente, a Cinta Costera seria o melhor espaço. No entanto, outros locais também acolherão atividades da Jornada.

A expectativa do Comitê Organizador Local (COL) é que 365 mil peregrinos se inscrevam para participar do evento.

“O Estado do Panamá está preparado para receber os peregrinos e dará todo o apoio que o COL precisar”, afirmou o arcebispo, que pediu aos panamenhos que assumam o encontro com empenho.
Carla Polo, peregrina em outras jornadas, disse, “por experiência própria”, os jovens vão à JMJ para “irradiar a luz de Cristo”. “São jovens que vêm com o desejo de receber essa experiência multicultural e propriedade de respeito”.

“Panamá é apenas uma desculpa para reunir a todos os jovens. Aqui se reunirá a juventude do mundo inteiro”, disse Monsenhor Ulloa. “O jovem vem aqui para buscar alegria, a espontaneidade e sensibilidade do povo panamenho”, considerou também o arcebispo.

Dom José Domingo Ulloa destacou ainda que, durante a JMJ, os cidadãos panamenhos contarão, como acontece, com segurança e os demais serviços públicos.

“Continuaremos a oferecer segurança a todos os cidadãos, mesmo aqueles que não estarão participando da Jornada”.

Sobre a divulgação, Dom Ulloa adiantou que haverá uma “grande campanha” sobre Panamá 2019 nas redes, rádios, jornais, televisões e etc.

O Comitê explicou que a escolha do Panamá se deu principalmente, pelo desejo do Papa de que os jovens da América Central participem da Jornada. Neste sentido, Dom Ulloa precisou que, se Deus escolheu o país, Ele os capacitará para a realização do evento.

A Jornada Mundial da Juventude no Panamá foi anunciada durante a 31ª edição do evento que ocorreu em Cracóvia (Polônia), no ano passado.

FONTE: CANÇÃO NOVA

17ª Semana do Tempo Comum - Quinta-feira 03/08/2017

Evangelho (Mt 13,44-46)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 47“O Reino dos Céus é ainda como uma rede lançada ao mar e que apanha peixes de todo tipo. 48Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.
49Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são justos, 50e lançarão os maus na fornalha de fogo. E aí, haverá choro e ranger de dentes. 51Compreendestes tudo isso?” Eles responderam: “Sim”.
52Então Jesus acrescentou: “Assim, pois, todo mestre da Lei, que se torna discípulo do Reino dos Céus, é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas”. 53Quando Jesus terminou de contar essas parábolas, partiu dali.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

15ª Semana do Tempo Comum - Sexta-feira 21/07/2017

Evangelho (Mt 12,1-8)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

1Naquele tempo, Jesus passou no meio de uma plantação num dia de sábado. Seus discípulos tinham fome e começaram a apanhar espigas para comer. 2Vendo isso, os fariseus disseram-lhe: “Olha, os teus discípulos estão fazendo o que não é permitido fazer em dia de sábado!”
3Jesus respondeu-lhes: “Nunca lestes o que fez Davi, quando ele e seus companheiros sentiram fome? 4Como entrou na casa de Deus e todos comeram os pães da oferenda que nem a ele nem aos seus companheiros era permitido comer, mas unicamente aos sacerdotes? 5Ou nunca lestes na Lei, que em dia de sábado, no Templo, os sacerdotes violam o sábado sem contrair culpa alguma?
6Ora, eu vos digo: aqui está quem é maior do que o Templo. 7Se tivésseis compreendido o que significa: ‘Quero a misericórdia e não o sacrifício’, não teríeis condenado os inocentes. 8De fato, o Filho do Homem é senhor do sábado”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Jovens da Diocese participam do Exalta Serra, em Martins/RN

Milhares de jovens estão sendo esperados, de 21 a 23 deste mês, para participar do Exalta Serra, na cidade de Martins/RN.
 
Segundo o vigário da Paróquia de Martins, Padre Netinho, o  evento surgiu como uma alternativa de animação jovem para o polo de Martins, mas tomou proporções inesperadas. “Hoje contamos com a participação e o entusiasmo de vários jovens, adultos, idosos e até crianças”, comenta entusiasmado o padre. Ele explica que este ano o Exalta Serra estará seguindo a temática Mariana, com o lema: “Eis aí a tua mãe”. A edição 2017 contará mais uma vez com a participação do Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana e animação da banda católica Anjos de Resgate.
            Programação
•Sexta-feira - 21- Cenáculo com Maria nas comunidades
•Sábado – 22 - Durante o dia, serão realizadas atividades com as caravanas. À noite, Santa Missa Mariana presidida pelo Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana. Logo após a missa, show com a grande atração Anjos de Resgate
•Domingo - 23- Exalta Kids pela manhã. À tarde, almoço social, com música ao vivo e às 15 horas teremos a concentração para o arrastão. Neste ano, o arrastão será conduzido pela banda Improviso de Cristo, e chegando ao Centro de Martins, show com a banda Divina Luz.

FONTE: BLOG DA DIOCESE DE MOSSORÓ-RN

15ª Semana do Tempo Comum - Quinta-feira 20/07/2017

Evangelho (Mt 11,28-30)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28 “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.
29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

JANTAR DO DIA DOS PAIS NA IGREJA MATRIZ


15ª Semana do Tempo Comum - Quarta-feira 19/07/2017

Evangelho (Mt 11,25-27)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

25Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: “Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. 26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. 27Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Sínodo dos Jovens: termina em 31 de julho envio de questionário pela CNBB

Questionário será enviado ao Vaticano para colaborar na preparação do Sínodo dos Bispos sobre a juventude em 2018

Da Redação, com CNBB

Termina no próximo dia 31 de julho o prazo para o envio, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), das contribuições e respostas ao questionário disponibilizado pela Santa Sé sobre o Sínodo dos Bispos para a juventude, que será em 2018 com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. As respostas dos jovens podem ser enviadas pelo e-mail synodus@cnbb.org.br.
Para o bispo de Imperatriz (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Vilsom Basso, é um tempo de graça, um kairós para toda a juventude, para toda a Igreja, um Sínodo dos Bispos sobre juventude.

A fase de consulta foi aberta após a publicação do documento preparatório, em janeiro deste ano. Este processo levará à redação do instrumento de trabalho para a assembleia sinodal. Às conferências episcopais, coube a responsabilidade de receber as contribuições e respostas, compilar o material e enviar à Secretária do Sínodo. Aqui no Brasil, a CNBB disponibiliza desde janeiro o texto preparatório com o questionário.

Dom Vilsom Basso explica que estão à disposição dos jovens três maneiras de participar. Primeiro, respondendo ao questionário que já foi encaminhado a todas as dioceses do Brasil e enviando até o final de julho para a CNBB. Então, será feita uma síntese e enviada à Secretaria do Sínodo, no Vaticano – este material poderá ajudar na formulação de ações pastorais no âmbito brasileiro.

“A segunda maneira saiu na semana passada: os jovens poderão participar diretamente no site do Sínodo e ali darem as suas respostas”, indica Dom Vilsom, lembrando do site que entrou no ar em 14 de junho. O secretário-geral do Sínodo, Cardeal Lorenzo Baldisseri, explicou que a plataforma na internet deve promover “ampla participação”. Com o site, os jovens receberão informações e vão poder também interagir no caminho da preparação para o Sínodo.

A terceira maneira de colaboração com o Sínodo, de acordo com Dom Vilsom, é com a partilha de experiências da juventude e expectativas para o Sínodo. Isso poderá ser feito no Facebook, com publicações usando a hashtag “#popeasks”.

Questionário

O Vaticano questiona a juventude com a finalidade de acompanhar os jovens em seu caminho existencial rumo à maturidade, para que, por meio de um processo de discernimento, possam descobrir seu projeto de vida e realizá-lo com alegria, abrindo-se ao encontro com Deus e com os homens, participando ativamente da edificação da Igreja e da sociedade.

O documento preparatório propõe uma reflexão em três partes. A primeira sobre as dinâmicas sociais e culturais. Na sequência, uma abordagem do “discernimento” como instrumento que a Igreja oferece aos mais novos para a descoberta da sua vocação. Por fim, são colocados em relevo os elementos fundamentais da pastoral juvenil vocacional.

FONTE: CANÇÃO NOVA

15ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira 18/07/2017

Evangelho (Mt 11,20-24)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20Jesus começou a censurar as cidades onde fora realizada a maior parte de seus milagres, porque não se tinham convertido.
21“Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se os milagres que se realizaram no meio de vós, tivessem sido feitos em Tiro e Sidônia, há muito tempo elas teriam feito penitência, vestindo-se de cilício e cobrindo-se de cinza.
22Pois bem! Eu vos digo: no dia do julgamento, Tiro e Sidônia serão tratadas com menos dureza do que vós. 23E tu, Cafarnaum! Acaso serás erguida até o céu? Não! Serás jogada no inferno! Porque, se os milagres que foram realizados no meio de ti tivessem sido feitos em Sodoma, ela existiria até hoje! 24Eu, porém, vos digo: no dia do juízo, Sodoma será tratada com menos dureza do que vós!”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

20 mil jovens são esperados em evento no Santuário Nacional

Na comemoração dos 300 anos da imagem de Aparecida, Santuário Nacional acolherá jovens de todo o país nos eventos Jumi, Hallel e projeto Rota 300

Santuário Nacional


O Santuário Nacional se prepara para acolher, neste mês de julho, jovens peregrinos de todo o país, que participarão das atividades do projeto JUMI – Juventude em Missão. O evento, que se propõe a ser o grande momento celebrativo dos jovens neste ano de comemoração pelo tricentenário do Encontro da Imagem de Aparecida, acontecerá entre os dias 27 e 30 de julho.

Durante a programação do JUMI, os jovens romeiros poderão participar de mais de 60 shows musicais, atividades físicas e caminhadas, além de pregações, Missas e momentos de oração e reflexão. Seis módulos no Pátio das Palmeiras do Santuário Nacional proporcionarão atividades simultâneas aos participantes.

Hallel e Rota 300

Além das atividades próprias, o JUMI incorporará dois outros eventos em sua programação. O Hallel Aparecida, com sua sexta edição no Santuário Nacional e o projeto Rota 300, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que será concluído no fim de semana do JUMI.

Com forte perfil de evangelização pela Música, o Hallel também emprestará ao evento seu modelo de estrutura e de acolhida aos jovens, que acontece em espaços temáticos. Além das tradicionais tendas do Hallel, o JUMI contará com espaço para prática de atividades esportivas e debates além do conteúdo religioso.

O projeto Rota 300, por sua vez, vem incentivando, desde 2015, a participação dos jovens na visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida que está percorrendo as dioceses brasileiras. Na semana que antecede o JUMI, cerca de 2 mil jovens realizarão um trabalho missionário nas dez dioceses banhadas pelo rio Paraíba do Sul, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O JUMI será o ponto de encontro desta expedição missionária.

[...]

Fonte: Canção Nova

Papa supera 35 milhões de seguidores no Twitter

Conta do Papa no Twitter está disponível em nove línguas

Da redação, com Rádio Vaticano
Conta do Papa no Twitter está disponível em nove línguas./ Foto: Twitter.

O Papa Francisco está cada vez mais nas redes sociais. Nas últimas horas, a sua conta Twitter@Pontifex em nove línguas superou os 35 milhões de seguidores com uma aceleração forte no último mês, sobretudo na língua inglesa.

A conta, aberta por Bento XVI, em 3 de dezembro de 2012, está entre as mais seguidas no mundo e a que registra o maior número de retweets. 

Desde 19 de março de 2015, o Papa Francisco está presente também no Instagram com a conta @Franciscus que recentemente superou os 4 milhões de seguidores. 

“A rede digital pode ser um lugar rico de humanidade, não uma rede de fios, mas de pessoas humanas”, escreveu o Papa Francisco em sua primeira mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, poucos meses depois de sua eleição à Cátedra de Pedro. 

Um compromisso que o Pontífice leva adiante em primeira pessoa fazendo-se testemunha da misericórdia de Deus também nas redes sociais. Um colocar-se em jogo a fim de alcançar a todos.

Em 30 de junho passado, houve muito retweets, sobretudo em inglês, do tuíte: “Defender a vida humana, sobretudo quando é ferida pela doença, é um compromisso de amor que Deus confia a cada ser humano”, referido a Charlie Gard e a todas as crianças que sofrem de doenças graves. 

Foi também muito retomado o tuíte sobre o acolhimento dos migrantes, de 8 de julho, no quarto aniversário da visita do Papa Francisco à ilha de Lampedusa. 

Tuítes que expressam o pensamento do Papa sobre eventos atuais junto com tuítes espirituais e pastorais que encorajam e dão esperança aos seguidores, conforme observado nos comentários que seguem os conteúdos publicados em @Pontifex.

Fonte: Canção Nova

15ª Semana do Tempo Comum - Segunda-feira 17/07/2017

Evangelho (Mt 10,34–11,1)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 10,34“Não penseis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer a paz, mas sim a espada. 35De fato, vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra.
36E os inimigos do homem serão os seus próprios familiares. 37Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim, não é digno de mim. 38Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim.
39Quem procura conservar a sua vida vai perdê-la. E quem perde a sua vida por causa de mim vai encontrá-la. 40Quem vos recebe a mim recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou. 41Quem recebe um profeta, por ser profeta, receberá a recompensa de profeta. E quem recebe um justo, por ser justo, receberá a recompensa de justo.
42Quem der, ainda que seja apenas um copo de água fresca, a um desses pequeninos, por ser meu discípulo, em verdade vos digo: não perderá a sua recompensa”. 11,1Quando Jesus acabou de dar essas instruções aos doze discípulos, partiu daí, a fim de ensinar e pregar nas cidades deles.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

domingo, 16 de julho de 2017

15º Domingo Comum - 16/07/2017

Anúncio do Evangelho (Mt 13,1-23)

— O Senhor esteja convosco.
Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
Glória a vós, Senhor.

1Naquele dia, Jesus saiu de casa e foi sentar-se às margens do mar da Galileia.
2Uma grande multidão reuniu-se em volta dele. Por isso, Jesus entrou numa barca e sentou-se, enquanto a multidão ficava de pé, na praia.
3E disse-lhes muitas coisas em parábolas: “O semeador saiu para semear. 4Enquanto semeava, algumas sementes caíram à beira do caminho, e os pássaros vieram e as comeram.
5Outras sementes caíram em terreno pedregoso, onde não havia muita terra. As sementes logo brotaram, porque a terra não era profunda. 6Mas, quando o sol apareceu, as plantas ficaram queimadas e secaram, porque não tinham raiz.
7Outras sementes caíram no meio dos espinhos. Os espinhos cresceram e sufocaram as plantas.
8Outras sementes, porém, caíram em terra boa, e produziram à base de cem, de sessenta e de trinta frutos por semente. 9Quem tem ouvidos, ouça!”
10Os discípulos aproximaram-se e disseram a Jesus: “Por que falas ao povo em parábolas?”
11Jesus respondeu: “Porque a vós foi dado o conhecimento dos mistérios do Reino dos Céus, mas a eles não é dado. 12Pois à pessoa que tem será dado ainda mais, e terá em abundância; mas à pessoa que não tem será tirado até o pouco que tem.
13É por isso que eu lhes falo em parábolas: porque olhando, eles não veem, e ouvindo, eles não escutam nem compreendem. 14Desse modo se cumpre neles a profecia de Isaías: ‘Havereis de ouvir, sem nada entender. Havereis de olhar, sem nada ver. 15Porque o coração deste povo se tornou insensível. Eles ouviram com má vontade e fecharam seus olhos, para não ver com os olhos, nem ouvir com os ouvidos, nem compreender com o coração, de modo que se convertam e eu os cure’.
16Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e vossos ouvidos ouvem. 17Em verdade vos digo, muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não viram, desejaram ouvir o que ouvis, e não ouviram.
18Ouvi, portanto, a parábola do semeador: 19Todo aquele que ouve a palavra do Reino e não a compreende, vem o Maligno e rouba o que foi semeado em seu coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho.
20A semente que caiu em terreno pedregoso é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria; 21mas ele não tem raiz em si mesmo, é de momento; quando chega o sofrimento ou a perseguição, por causa da palavra, ele desiste logo.
22A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a palavra, mas as preocupações do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a palavra, e ele não dá fruto.
23A semente que caiu em terra boa é aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto. Um dá cem, outro sessenta e outro trinta”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sábado, 15 de julho de 2017

14ª Semana do Tempo Comum - Sábado 15/07/2017

Evangelho (Mt 10,24-33)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 24“O discípulo não está acima do mestre, nem o servo acima do seu senhor. 25Para o discípulo, basta ser como o seu mestre, e para o servo, ser como o seu senhor. Se ao dono da casa eles chamaram de Belzebu, quanto mais aos seus familiares!
26Não tenhais medo deles, pois nada há de encoberto que não seja revelado, e nada há de escondido que não seja conhecido. 27O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados! 28Não tenhais medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma! Pelo contrário, temei aquele que pode destruir a alma e o corpo no inferno!
29Não se vendem dois pardais por algumas moedas? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. 30Quanto a vós, até os cabelos da cabeça estão todos contados. 31Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais.
32Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. 33Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai que está nos céus.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

SANTO DO DIA - São Camilo de Léllis, servia a Cristo na pessoa do doente

São Camilo de LéllisFoi brotando em São Camilo de Léllis o carisma de servir a Cristo na pessoa do doente, do peregrino

Nasceu no ano de 1550 na Itália. Filho de pai militar, também seguiu essa carreira, mas não pode prosseguir devido a um tumor em um dos pés. Recorreu ao hospital de São Tiago em Roma, onde viveu sua compaixão pelos outros doentes.

Porém, ele deu um ‘sim’ ao pecado, entregando-se ao vício do jogo, onde perdeu tudo e ficou na miséria total. Saiu do hospital devido o seu temperamento. Foi de hospital em hospital para cuidar de sua ferida, até bater na porta dos franciscanos capuchinhos e ali quis trabalhar na obra de Deus.
Com 25 anos começou o seu processo de conversão. No hospital em Roma, Deus suscitou nele a santidade de ver nos doentes a pessoa de Cristo e também o carisma dos ‘Camilianos’. Camilo também viveu uma bela amizade com São Felipe Néri.

Entrou para os estudos, foi ordenado sacerdote, e vendo a realidade dos peregrinos de Roma, que não tinham uma assistência médica digna, foi brotando nele o carisma de servir a Cristo na pessoa do doente, do peregrino. E muitos se juntaram a ele nessa obra. Em cada sofredor está a presença do Crucificado.

São Camilo partiu para o céu em 1614.

São Camilo de Léllis, rogai por nós!

14ª Semana do Tempo Comum - Sexta-feira 14/07/2017

Evangelho (Mt 10,16-23)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 16“Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, portanto, prudentes como as serpentes e simples como as pombas. 17Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas.
18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós.
21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa de meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. 23Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. Em verdade vos digo, vós não acabareis de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do Homem.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Jovens, católicos ou não, podem enviar opiniões para Sínodo no Vaticano




Jovens têm duas maneiras para responder questionário do Sínodo dos Bispos sobre a Juventude

Da redação, com Jovens Conectados

A consulta pública para o Sínodo dos Bispos sobre a Juventude, que acontecerá no Vaticano, em outubro de 2018, está em aberto. Porém, o prazo para os que forem enviar suas opiniões por meio da CNBB termina dia 31 de julho.

Podem responder o questionário todos os jovens na faixa etária de 16 a 29 anos, sejam eles católicos ou não, afastados da Igreja ou até mesmo quem se sente ateu. “O Sínodo é para todos os jovens, nenhum deve sentir-se excluído. Vocês são os protagonistas. Mas também os jovens que se sentem agnósticos? Sim! Também os que têm uma fé menos consolidada? Sim, e também os que estão mais afastados da Igreja, os que se sentem ateus” –  Papa Francisco.

A 15ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, convocada pelo Papa Francisco, terá como tema: “os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.

Os interessados podem responder ao questionário de duas maneiras:

1) Por meio da CNBB. Nesse caso, é preciso baixar o formulário em word, respondê-lo seguindo as orientações e encaminhar o documento para o email: synodus@cnbb.org.br . O prazo final de envio: 31 de Julho de 2017;

2) Pelo questionário online. O Site do Sínodo disponiliza o questionário online em cinco idiomas, inclusive português. Acesse o site: http://youth.synod2018.va, responda as questões. Nesse caso, o prazo final será dia 30 de novembro de 2017.

Além disso, a CNBB também motiva a participação dos jovens pelas redes sociais com a hashtag #popeasks, no intuito de partilhar experiências e expectativas para o Sínodo.

Fonte> Canção Nova

14ª Semana do Tempo Comum - Quinta-feira 13/07/2017

Evangelho (Mt 10,7-15)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. 8Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!
9Não leveis ouro nem prata nem dinheiro nos vossos cintos; 10nem sacola para o caminho, nem duas túnicas nem sandálias nem bastão, porque o operário tem direito a seu sustento. 11Em qualquer cidade ou povoado onde entrardes, informai-vos para saber quem ali seja digno. Hospedai-vos com ele até a vossa partida.
12Ao entrardes numa casa, saudai-a. 13Se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; se ela não for digna, volte para vós a vossa paz. 14Se alguém não os receber, nem escutar vossa palavra, saí daquela casa ou daquela cidade, e sacudi a poeira dos vossos pés. 15Em verdade vos digo, as cidades de Sodoma e Gomorra serão tratadas com menos dureza do que aquela cidade, no dia do juízo.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Bispo Dom Mariano Manzana recebe João Pedro Stédile, líder do Movimento Sem Terra

O Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana recebeu, nesta terça-feira, o líder do MST, João Pedro Stédile, a presidenta do diretório municipal do PT de Mossoró, vereadora Isolda Dantas, a presidenta da CUT/RN, Eliane Bandeira, o presidente do diretório estadual do PT, Júnior Souto, e representantes de sindicatos e  associações. Stédile esteve em Mossoró para lançar a Frente Ampla pelas Eleições Diretas Já e o Plano Popular de Emergência.
 
Na oportunidade, João Pedro Stédile falou da importância de fortalecer os movimentos sociais e de base, do apoio da Igreja Católica às Diretas Já e cumprimentou Dom Mariano pela atuação e presença do Papa Francisco frente aos problemas mundiais. “O povo brasileiro vem sendo influenciado pela grande mídia, que passa um certo ceticismo, que todo político é ladrão e que o Brasil não tem saída.  Este é o momento de unir forças de todos os movimentos sociais, centrais sindicais e sociedade em busca das Diretas Já.  A saída é a realização de eleições diretas e queremos discutir tudo isso com o povo brasileiro. O povo precisa mostrar sua força e pressionar pelas mudanças necessárias no Brasil. As eleições diretas para presidente e para um novo congresso são uma necessidade democrática”, comentou entusiasmado Stédile.

O bispo Dom Mariano Manzana agradeceu a visita e lembrou da carta escrita pelos bispos do Rio Grande do Norte e assinada por todos os padres contra a proposta da reforma da previdência entregue aos parlamentares da bancada potiguar em Brasília.

FONTE: BLOG DA DIOCESE DE MOSSORÓ-RN

Catequista não é profissão, mas vocação, diz Papa

Santo Padre enviou mensagem a Simpósio Internacional sobre Catequese, destacando a vocação do catequista

Rádio Vaticano

Ser catequista não é uma profissão, mas uma vocação: é o que afirma o Papa Francisco na mensagem enviada aos participantes do Simpósio Internacional sobre Catequese, em andamento na Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Católica Argentina (UCA), em Buenos Aires. A mensagem foi divulgada nesta quarta-feira, 12, pelo Vaticano.

No texto, o Pontífice cita um diálogo de São Francisco de Assis com um de seus seguidores, que queria aprender a pregar. O santo lhe diz: Quando visitamos os enfermos, ajudamos as crianças e damos de comer aos pobres já estamos pregando. “Nesta lição, está contida a vocação e a tarefa do catequista”, escreve o Papa.

Em primeiro lugar, a catequese não é um trabalho ou uma tarefa externa à pessoa do catequista, mas se “é” catequista e toda a vida gira em torno desta missão. De fato, “ser” catequista é uma vocação de serviço na Igreja, que se recebeu como dom do Senhor para ser transmitido aos demais. Por isso, o catequista deve constantemente regressar àquele primeiro anúncio ou “kerygma”, que é o dom que transformou a própria vida. Para Francisco, este anúncio deve acompanhar a fé que já está presente na religiosidade do povo.

O catequista, acrescentou o Papa, caminha a partir de Cristo e com Ele, não é uma pessoa que parte de suas próprias ideias e gostos, mas se deixa olhar por Ele, porque é este olhar que faz arder o coração.

Catequese “mistagógica”

Francisco compara este dinamismo do amor com os movimentos cardíacos: sístole e diástole, se concentra para se encontrar com o Senhor e imediatamente se abre para pregar Jesus. O exemplo fez do próprio Jesus, que se retirava para rezar ao Pai e logo saía ao encontro das pessoas sedentas de Deus. Daqui nasce a importância da catequese “mistagógica”, que é o encontro constante com a Palavra e os sacramentos e não algo meramente ocasional.

Criatividade

E na hora de pregar, Francisco pede que os catequistas sejam criativos, buscando diferentes meios e formas para anunciar a Cristo. “Os meios podem ser diferentes, mas o importante é ter presente o estilo de Jesus, que se adaptava às pessoas que tinha à sua frente. É preciso saber mudar, adaptar-se, para que a mensagem seja mais próxima, mesmo quando é sempre a mesma, porque Deus não muda, mas renova todas as coisas Nele.

O Papa conclui agradecendo a todos os catequistas pelo que fazem, mas sobretudo porque caminham com o Povo de Deus. “Eu os encorajo a serem alegres mensageiros, custódios do bem e da beleza que resplandecem na vida fiel do discípulo missionário”.

O Simpósio Internacional sobre Catequese teve início no dia 11 de julho e prossegue até o dia 14. O encontro tem como tema “Bem-aventurados os que creem”, e entre os conferencistas estão o arcebispo Luis Francisco Ladaria sj, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e Mons. José Ruiz Arenas, Secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização.

FONTE: CANÇÃO NOVA

14ª Semana do Tempo Comum - Quarta-feira 12/07/2017

Evangelho (Mt 10,1-7)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus chamou os doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos maus e de curar todo tipo de doença e enfermidade. 2Estes são os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João; 3Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o cobrador de impostos; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; 4Simão, o Zelota, e Judas Iscariotes, que foi o traidor de Jesus.
5Jesus enviou estes Doze, com as seguintes recomendações: “Não deveis ir aonde moram os pagãos, nem entrar nas cidades dos samaritanos! 6Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! 7Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Sacrário é violado e imagens são queimadas sobre o altar no Rio Grande do Norte

Uma capela dedicada a São Judas Tadeu em São Gonçalo do Amarante (RN) foi invadida e profanada conforme comunicou a Arquidiocese de Natal. Imagens de santos foram queimadas sobre o altar e o sacrário foi violado.

“Meus amados irmãos e irmãs, é com profunda tristeza que comunico oficialmente o ato de profanação ocorrido na madrugada desta segunda-feira (23), na Capela dedicada a São Judas Tadeu, comunidade de Guajiru, pertencente à Paróquia de Santo Antonio do Potengi”, informou o pároco, Pe. Filipe Anderson, O.Praem., em uma nota publicada no site e redes sociais da Arquidiocese.

O sacerdote anexou à sua nota fotos que mostram que “várias imagens sacras foram quebradas e queimadas todas em cima da mesa do altar”.

“Além disso – lamentou –, o Sacrário foi violado e tanto a Hóstia grande como as partículas consagradas foram espalhadas pelo chão, e algumas até queimadas”.

A um portal de notícias local, ‘Portal BO’, a coordenadora da capela, Robsônia Gomes contou que os responsáveis pelo ato entraram no templo pela lateral, arrombando um portão. Relatou ainda que algumas imagens foram retiradas do armário e colocadas sobre o altar, onde atearam fogo.

Segundo a coordenadora, acredita-se que os criminosos invadiram a capela “exatamente para provocar o incêndio, visto que muita coisa de valor material foi deixada para trás”. A polícia local foi acionada e investiga o caso.

fonte:  http://www.acidigital.com 

CNBB e outras entidades assinam nota criticando projeto da Reforma Trabalhista

Além da CNBB, assinam a Nota, O Ministério Público do Trabalho (MPT), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e outras 11 entidades

Da redação, com CNBB
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) assinou, junto com outras entidades, uma nota pública criticando o projeto de Reforma Trabalhista que será votado nesta terça-feira, 11, no Senado Federal. Na nota, as entidades afirmam que o texto está “crivado de inconstitucionalidades” e representa “grave retrocesso social”. Entre os pontos de inconstitucionais destacados na nota, estão a prevalência do conteúdo de acordos e convenções coletivas.
Além da CNBB, assinam a Nota, o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e outras 11 entidades.

Leia a íntegra:

Nota Pública

As instituições abaixo subscritas vêm a público, na iminência de votação plenária, reiterar sua posição contrária à votação do PLC 38/2017 – a chamada “reforma trabalhista” -, prevista para 11/7/2017, no Plenário do Senado Federal. Nesse sentido, registram o seguinte:

1. Açodada, carente da participação adequada de todos os segmentos sociais envolvidos, as audiências públicas, durante a tramitação do projeto, demonstraram categoricamente que o texto a votar está contaminado por inúmeras, evidentes e irreparáveis inconstitucionalidades e retrocessos de toda espécie, formais e materiais.

2. A esse propósito, destacam-se:

A introdução da prevalência irrestrita do negociado sobre o legislado, fora das hipóteses taxativamente autorizadas pelo art. 7º da Constituição da República
A limitação pecuniária das indenizações por danos morais, baseadas nos salários das vítimas, o que viola o fundamento republicano da dignidade da pessoa humana (art. 1º, III) e, por propiciar tratamento distinto a situações idênticas, a garantia fundamental da isonomia (caput do art. 5º)
A proibição do exame, pela Justiça do Trabalho, do conteúdo de convenções e acordos coletivos, limitando-se à análise a seus aspectos formais, o que torna tais normas coletivas os únicos negócios jurídicos do País totalmente imunes à jurisdição, em colisão frontal com a inafastabilidade da jurisdição, imposta pelo art. 5º, XXXV
A instituição de regime ordinário de prorrogação da jornada de trabalho por acordo individual, violando ostensivamente o art. 7º, XIII, que somente a autoriza por meio de acordo ou convenção coletiva.

3. Neste passo, conclamam o Senado da República à efetiva consecução de sua função constitucional revisora, impedindo a aprovação açodada de projeto crivado de inconstitucionalidade e deflagrador de grave retrocesso social, a consequente ruptura com o compromisso internacional assumido pelo País ao ensejo do art. 26 do Pacto de San Jose da Costa Rica e, por tudo, o rebaixamento histórico do patamar civilizatório mínimo de cidadania social que se construiu ao longo de quase dois séculos e meio.

Fonte: Canção Nova

14ª Semana do Tempo Comum - Terça-feira 11/06/2017

Evangelho (Mt 9,32-38)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 32apresentaram a Jesus um homem mudo, que estava possuído pelo demônio. 33Quando o demônio foi expulso, o mudo começou a falar. As multidões ficaram admiradas e diziam: “Nunca se viu coisa igual em Israel”. 34Os fariseus, porém, diziam: “É pelo chefe dos demônios que ele expulsa os demônios”.
35Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo o tipo de doença e enfermidade. 36Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: 37“A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. 38Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Retiro do Apostolado da oração no último Sábado (08/07)

Papa: Jesus não tira os fardos da vida, mas a angústia do coração

Santo Padre comentou trecho do Evangelho deste domingo antes da oração mariana do Angelus

Rádio Vaticano
Da janela do palácio apostólico, Francisco reza o Angelus com os fiéis / Foto: Reprodução CTV
Jesus não tira os fardos da vida, mas a angústia do coração, disse o Papa Francisco neste domingo, 9, ao rezar o Angelus com os fiéis na Praça São Pedro.

Em sua reflexão que precede a oração mariana, Francisco comentou o Evangelho do dia, em que Jesus diz: “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados, e eu vos darei descanso” (Mt 11,28).
“Jesus sabe quanto a vida pode ser dura: desilusões e feridas do passado, fardos a carregar e incertezas e preocupações pelo futuro”, disse o Papa, acrescentando que diante disto, a primeira palavra de Jesus é um convite a se mexer e a reagir: “Vinde”.

“O erro, quando as coisas não vão bem, é permanecer onde se está. Parece evidente, mas quanto é difícil reagir e abrir-se!”, afirmou Francisco. Jesus, disse ele, quer nos tirar das “areias movediças” de ficar fechado em si mesmo, remoendo quanto a vida é injusta, quanto os outros são ingratos e como o mundo é malvado.

“O caminho para sair está na relação, em estender a mão e em levantar o olhar para quem realmente nos ama”, afirmou o Pontífice. Todavia, advertiu, sair de si não basta, é preciso saber para onde ir, porque muitas metas são ilusórias, são “fogos de artifício”.

Por isso, Jesus indica onde ir: “Vinde a mim”. É sempre válido buscar um amigo ou um especialista quando se está com um problema, mas não se deve esquecer Jesus.

“Não nos esqueçamos de nos abrir a Ele e de contar-lhe a nossa vida, confiar-lhe as pessoas e as situações. Ele nos espera, não para resolver magicamente nossos problemas, mas para nos fortalecer neles. Jesus não tira os fardos da vida, mas a angústia do coração; não nos tira a cruz, mas a carrega conosco”.

E com Jesus, acrescentou o Papa, todo fardo se torna leve, porque Ele é o descanso. “Quando Jesus entra na vida, chega a paz, aquela que permanece inclusive nas provações. Vamos até Jesus, dediquemos a Ele nosso tempo, vamos encontrá-Lo diariamente na oração, num diálogo confiante e pessoal; vamos nos familiarizar com a sua Palavra, redescobrir sem medo o seu perdão, matar a nossa fome com seu Pão de vida: nos sentiremos amados e consolados por Ele”.

Fonte: Canção Nova

14ª Semana do Tempo Comum - Segunda-feira 10/07/2017

Evangelho (Mt 9,18-26)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

18Enquanto Jesus estava falando, um chefe aproximou-se, inclinou-se profundamente diante dele, e disse: “Minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe tua mão sobre ela e ela viverá”.
19Jesus levantou-se e o seguiu, junto com os seus discípulos. 20Nisto, uma mulher que sofria de hemorragia há doze anos veio por trás dele e tocou a barra do seu manto. 21Ela pensava consigo: “Se eu conseguir ao menos tocar no manto dele, ficarei curada”. 22Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse: “Coragem, filha! A tua fé te salvou”. E a mulher ficou curada a partir daquele instante.
23Chegando à casa do chefe, Jesus viu os tocadores de flauta e a multidão alvoroçada, 24e disse: “Retirai-vos, porque a menina não morreu, mas está dormindo”. E começaram a caçoar dele. 25Quando a multidão foi afastada, Jesus entrou, tomou a menina pela mão, e ela se levantou. 26Essa notícia espalhou-se por toda aquela região.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

domingo, 9 de julho de 2017

14º Domingo Comum - 09/07/2017

Anúncio do Evangelho (Mt 11,25-30)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: 25“Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. 26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
27Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
28Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sábado, 8 de julho de 2017

Evento na Canção Nova prepara jovens para o PHN 2017

Jornada PHN terá programação diferenciada para os jovens, incluindo cursos, teatro, palestras e atividades esportivas

Da Redação com Assessoria de Eventos Canção Nova
Começa neste domingo, 9, e segue até o dia 11 de julho a “Jornada PHN”, evento que será um “esquenta” para um dos maiores acampamentos da Comunidade Canção Nova, o PHN (Por Hoje Não). Ambos os eventos serão realizados na sede da Comunidade, em Cachoeira Paulista (SP).
Essa será a primeira edição da “Jornada PHN” e, para participar, é preciso se inscrever gratuitamente, o que pode ser feito on-line ou no momento de chegada à Chácara Santa Cruz, sede da Canção Nova.
A proposta é acolher por mais tempo as pessoas que já se dirigem à Canção Nova para o tradicional evento jovem, mas não só isso. Segundo Ana Luiza Carvalho, da assessoria de eventos da instituição, a jornada é um evento para que os jovens possam viver uma preparação para o PHN, chegando antes para uma programação diferente daquela que é oferecida no acampamento. “A motivação é estar com os jovens mais cedo, levando-os ao encontro de si mesmo dentro da sociedade”.
Essa programação inclui atividades como: cursos, oficinas de dança, basquete, teatro, palestras, Programa PHN ao vivo e shows. Nessa primeira edição, a inspiração foi uma programação mais voltada para a formação político-social dos jovens. “Conscientização de responsabilidade cristã dentro da sociedade, especialmente neste tempo, precisamos viver com atenção a tudo e todos que estão em volta”, comenta Ana Luiza. 
Já estão confirmadas as presenças da ex-feminista Sara Winter, que foi líder do Femen – grupo mais radical do mundo na defesa do feminismo. Ela abordará o tema fé e política na segunda-feira, 10. Confirmado também um bate-papo com o presidente do Observatório Interamericano de Biopolítica, professor Felipe Nery.
Para quem gosta de basquete, haverá a oportunidade de participar de uma oficina com o ex-atleta profissional André Brazolin, que atuou na seleção brasileira e hoje é fundador do projeto social Instituto Anjos do Esporte. A oficina acontecerá nos dias 10 e 11, no Instituto Canção Nova, das 9h às 12h. Confira a programação completa.
A Jornada PHN termina na terça-feira, 11 de julho, e o acampamento PHN começa no dia seguinte, 12, e segue até domingo, 16.
Fonte: Canção Nova

13ª Semana do Tempo Comum - Sábado 08/07/2017

Evangelho (Mt 9,14-17)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 14os discípulos de João aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Por que razão nós e os fariseus praticamos jejuns, mas os teus discípulos não?” 15Disse-lhes Jesus: “Por acaso, os amigos do noivo podem estar de luto enquanto o noivo está com eles? Dias virão em que o noivo será tirado do meio deles. Então, sim, eles jejuarão.
16Ninguém põe remendo de pano novo em roupa velha, porque o remendo repuxa a roupa e o rasgão fica maior ainda. 17Também não se põe vinho novo em odres velhos, senão os odres se arrebentam, o vinho se derrama e os odres se perdem. Mas vinho novo se põe em odres novos, e assim os dois se conservam”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

SANTO DO DIA - Santa Maria Goretti, virgem e mártir

Santa Maria GorettiSanta Maria Goretti manteve-se pura e santa por causa do seu amor a Deus

A Igreja, neste dia, celebra a virgem e mártir que encantou e continua enriquecendo os cristãos com seu testemunho de “sim” a Deus e “não” ao pecado. Nascida em Corinaldo, centro da Itália, era de família pobre, numerosa e camponesa, mas muito temente a Deus.

Com a morte do pai, Maria Goretti, com os seus, foram morar num local perto de Roma, sob o mesmo teto de uma família composta por um pai viúvo e dois filhos, sendo um deles Alexandre. Aconteceu que este jovem por várias vezes tentou seduzir Goretti, que ficava em casa para cuidar dos irmãozinhos. E por ser uma menina temente a Deus, sua resposta era cheia de maturidade: “Não, não, Deus não quer; é pecado!”

Santa Maria Goretti, certa vez, estava em casa e em oração, por isso quando o jovem, que era de maior estatura e idade, tentou novamente seduzi-la, Goretti resistiu com mais um grande não. A resposta de Alexandre foram 14 facadas, enquanto da parte de Goretti, percebemos a santidade, na confidência à sua mãe: “Sim, o perdoo… Lá no céu, rogarei para que ele se arrependa… Quero que ele esteja junto comigo na glória eterna”.

O martírio desta adolescente, de apenas 12 anos, foi a causa da conversão do jovem assassino, que depois de sair da cadeia esteve com as 400 mil pessoas, na Praça de São Pedro, na ocasião da canonização dessa santa, e ao lado da mãe dela, que o perdoou também.

Santa Maria Goretti manteve-se pura e santa por causa do seu amor a Deus, por isso na glória reina com Cristo.
Santa Maria Goretti, rogai por nós!

13ª Semana do Tempo Comum - Quinta-feira 06/07/2017

Evangelho (Mt 9,1-8)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1entrando em um barco, Jesus atravessou para a outra margem do lago e foi para a sua cidade. 2Apresentaram-lhe, então, um paralítico deitado numa cama. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Coragem, filho, os teus pecados estão perdoados!”
3Então alguns mestres da Lei pensaram: “Esse homem está blasfemando!” 4Mas Jesus, conhecendo os pensamentos deles, disse: “Por que tendes esses maus pensamentos em vossos corações? 5O que é mais fácil, dizer: ‘Os teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘Levanta-te e anda’?
6Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem tem na terra poder para perdoar pecados, — disse, então, ao paralítico — “Levanta-te, pega a tua cama e vai para a tua casa”. 7O paralítico então se levantou, e foi para a sua casa. 8Vendo isso, a multidão ficou com medo e glorificou a Deus, por ter dado tal poder aos homens.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Em julho, Papa reza por pessoas que se afastaram da fé

Francisco reza para que aqueles que se afastaram da fé possam redescobrir a proximidade de Deus e a beleza da vida cristã

Da Redação, com Apostolado da Oração

Nesse mês de julho, a intenção de oração do Papa Francisco vai para as pessoas que se afastaram da fé. O vídeo em que o próprio Pontífice convida os fiéis a seguirem sua intenção de oração foi divulgado nesta terça-feira, 4.
“Pelos nossos irmãos que se afastaram da fé, para que, através da nossa oração e do nosso testemunho evangélico, possam redescobrir a proximidade do Senhor misericordioso e a beleza da vida cristã”, reza o Papa.
No vídeo, Francisco recorda que Jesus Cristo é a alegria, tem um amor fiel e inesgotável. “Quando um cristão está triste, isso significa que ele se afastou de Jesus”, diz o Santo Padre, acrescentando que, nesses momentos, eles não devem ficar sós, mas os fiéis devem levar a eles a esperança cristã, com a palavra e, sobretudo, com o próprio testemunho.

13ª Semana do Tempo Comum - Quarta-feira 05/07/2017

Evangelho (Mt 8,28-34)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 28quando Jesus chegou à outra margem do lago, na região dos gadarenos, vieram ao seu encontro dois homens possuídos pelo demônio, saindo dos túmulos. Eram tão violentos, que ninguém podia passar por aquele caminho. 29Eles então gritaram: “Que tens a ver conosco, Filho de Deus? Tu vieste aqui para nos atormentar antes do tempo?”.
30Ora, a certa distância deles, estava pastando uma grande manada de porcos. 31Os demônios suplicavam-lhe: “Se nos expulsas, manda-nos para a manada de porcos”.
32Jesus disse: “Ide”. Os demônios saíram, e foram para os porcos. E logo toda a manada atirou-se monte abaixo para dentro do mar, afogando-se nas águas. 33Os homens que guardavam os porcos fugiram e, indo até a cidade, contaram tudo, inclusive o caso dos possuídos pelo demônio. 34Então a cidade toda saiu ao encontro de Jesus. Quando o viram, pediram-lhe que se retirasse da região deles.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.